Mais uma história que nos fazem sentir VERGONHA do sexo masculino.

————————————————-

Fui convidada para uma festa estranha, com gente esquisita, eu não fiquei legal porque não agüentava mais birita

Tirando a inspiração Legião Urbana, foi mais ou menos isso mesmo.

Conheci pessoas muito legais na festa e outras que aparentavam ser legais e profissionais.

Música alta, muita champagne, muita pose de ryyyyca!

Até que eu conheci um dos sócios da empresas e começamos a conversar sobre trabalho/carreira.
Quando expliquei qual era minha profissão, quais eram minhas atividades no atual trabalho, ele pediu meu telefone para que pudesse entrar em contato e agendar uma conversa mais formal para discutirmos sobre uma oportunidade de emprego.

Fui embora acreditando que cara jamais ligaria e que nem se lembraria de mim no dia seguinte.

Ok, até aí parecia tudo lindo, até que na mesma noite da festa, meu celular começou a tocar as 05h30 da madrugada, de um número que eu não conhecia, então desliguei o telefone.

Quase 8 horas da manhã, eu saindo de casa rumo ao meu trabalho o mesmo número que ligou de madrugada estava ligando novamente, resolvi atender.

Era o senhor, sócio da empresa, que eu conheci na noite anterior.
Ele começou a questionar novamente sobre minhas atuais atividades no emprego, quais eram meus skills e falou que na agência dele havia uma vaga com o meu perfil, com um salário muito melhor que o meu atual e perguntou se não podíamos tomar um café da manhã naquele mesmo dia, eu disse que tudo bem e dei opções como Starbucks ou uma Ofner.
Fiquei feliz, imaginando nessa oportunidade boa, em uma empresa muito melhor.

Ele respondeu que não conhecia bem São Paulo, já que morava no interior e vinha para cá apenas para o trabalho, e perguntou se eu não podia encontrá-lo próximo a Raposo Tavares, que era de onde ele vinha para SP.

Perguntei se ele conhecia alguma café por lá, ou uma padaria mais calma que pudéssemos conversar, até que ele solta a seguinte pérola:
- Conheço vários lugares gata, alí na Raposo tem um monte de Motel que serve café da manhã, podíamos ir para um deles, sentamos na mesa, tomamos café e conversamos…

OI?! :O
- Como assim? Você está brincando comigo, né?

- Ué, ontem você parecia tão desencanada com as coisas, vamos, se você não se sentir bem prometo que vamos embora.

- Não, assim eu não aceito, quer falar de trabalho, então vamos marcar algum almoço perto de sua empresa, pois tem vários restaurantes bons.

- Tá bom gata, escolhe um restaurante, me liga e marcamos.

Quando eu fui ligar para marcar o horário de almoço, o celular do cara estava desligado e ele se quer retornou depois disso.

Vamos combinar né gente, galera acha que hoje em dia para arrumar um emprego decente, precisa se sujeitar a fazer o teste do sofá.

Se liga rapá, não sou nenhuma puta que troca uma cama por uma vaga de emprego.

 

Att.,
X

Queridas (os) leitoras (es), se vocês tem alguma história engraçada, alguma boa pérola para compartilhar, mande um e-mail para mulheresodeiam@gmail.com e iremos divulgar, obviamente seu nome só será divulgado se você autorizar.

PS: Curte a gente lá no facebook ;)