• Benefícios

    Benefício destinado aos cidadãos desempregados sofre mudanças de acordo com o Salário Mínimo

    A Tabela Seguro Desemprego sofre mudanças quase sempre quando o salário mínimo é alterado. Em 2011, por exemplo, a tabela do seguro desemprego funcionou assim:

    • Aqueles trabalhadores que tiveram seu salário até R$ 891,40, multiplica-se por 0.8(80%);
    • para aquelas pessoas que tiveram salário médio superior a R$ 891,40, mas inferior a R$ 1.485,83 multiplica-se por 0.5 (50%);
    • e para as pessoas que tiveram seu salário médio superior a R$1.485,83 o valor da parcela foi igual a R$ 1.010,34.

    Para quem não sabe ou não se lembra o que é o salário médio, segue abaixo algumas dicas:

    Salário médio vem a ser a soma dos três últimos salários anteriores à demissão, mas se em algum caso específico no qual o trabalhador tenha recebido somente os dois últimos salários mensais, a média será feita em cima deste valor. Agora se o trabalhador tiver recebido somente um salário, haverá uma apuração deste caso pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Outro caso é se caso você não tenha trabalhado integralmente em alguns desses últimos meses, o salário médio será calculado somando o mês inteiro de trabalho.

    Nos casos daqueles trabalhadores que ganham por hora, por quinzena e até por semana, calcula-se o Seguro Desemprego 2019 e o seu salário médio assim:

    • Os que ganham por hora precisam dividir o salário hora e depois multiplicá-lo por 220;
    • Para os trabalhadores que ganham por dia, o salário deve ser divido por dia e multiplicado por 30.
    • E para os que ganham por quinzena divide-se o salário pela quinzena e multiplica-se por 2.

    *No caso desses trabalhadores, a Tabela Seguro Desemprego também funciona da mesma maneira, com os mesmos números. Fazendo análises a partir da Tabela Seguro Desemprego, podemos levantar os dados de quanto foi o aumento do salário mínimo com o decorrer dos anos e valor real do dinheiro. Em 2004, por exemplo, o valor máximo que um trabalhador poderia receber era de R$ 449,04. Já hoje o valor máximo é de R$ 1.010,34.

    Segundo os especialistas, trabalhadores de diversas modalidades, tais como: trabalhadores domésticos, trabalhadores resgatados de condições semelhantes à escravidão e pescador artesanal, pois mesmo que eles tenham direito a este benefício, nos últimos anos eles receberam pouco, alcançando o valor de no máximo R$545,00.